Pages

segunda-feira, 13 de junho de 2011

A insônia da minha cachorra - "O retorno"



Já faz algum tempo que minha cachorra vem adquirindo hábitos noturnos, soturnos... ou seja uma grande insônia! 

Eu já tinha tido anteriormente em um post sobre a insônia dela e realmente continuo sem saber como agir.
Hoje estou com um sono do cão...rs ou melhor da cachorra, passei a noite em claro, ouvindo minha cachorra andar pra lá, pra cá, subir e descer, choramingar e aaai se eu fechasse a porta, era um choramingo e um raspa, raspa atrás da porta infinito. Isso quando eu em uma das minhas frustradas tentativas fechava os olhos e acordava com o fucinho dela no meu nariz!! nãããoo ninguém merece isso!
Algum de vocês deve estar pensando neste momento... que eu não eduquei a cachorra... mas vocês se enganam... ela tem 14 anos, sempre foi super educadinha, quietinha e agora de vez em quando fica dessa forma, indo e vindo, feito um cão zumbi na madrugada. E isso da uma aflição!!! 
Bem, eu amo minha cachorrinha, mas quando já era 4 da manhã eu é que fiquei com a cachorra... estava acabada, cansada com as inúmeras tentativas em vão de sossegá-la e naaada! Gente não é fácil não... pensem... você tem que acordar as 05:40 da manhã e a noite toda sua cachorra cismou de não dormir e não deixar você dormir também! Até comida demos para ela as 4 da manhã!!!
Hoje estou meia Eli, me segurando para não dormir sentada, mas confesso que isso foi inevitável!
Eu espero, de coração, que ela duuurma muito essa noite...
Vou apelar para o chá de erva cidreira...ao santo protetor dos cachorros... para nossa sra. dos cães... sei lá o que existe... mas tudo será bem-vindo!
kisses...bye...bye
Eli

Um blog onde se fala de tudo...

Meu outro Blog

Meu outro Blog
Conexão Mística

Curta a minha página ELTON JOHN FOREVER!!! no Facebook

Discordância sexual ou diversidade emocional?

Discordância sexual ou diversidade emocional?
Não necessariamente nesta ordem...

Minha verdade

Photobucket O veneno da minha verdade... escorre pela minha alma como um ácido... me fazendo prisioneira dos meus sentimentos... das suas verdades... morrendo a cada dia pela incerteza de uma salvação... O veneno da minha verdade escorrendo... sempre... sempre... Dor infinita... no meu coração! Eli