Pages

domingo, 20 de junho de 2010

É sim... é não!!!

Não resisti e precisava vir aqui contar uma historinha de família... Eu tenho um irmão mais velho que eu e segundo minha mãe, quando ele era bebê dava muito trabalho pra comer, chorava... enfim era um chato rs... e na época minha mãe contratou uma empregada porque ela estava precisando para poder ficar mais com meu irmão, era uma outra época... anos 50. Mas como qualquer pessoa, minha mãe conversava com ela, falava sobre o bebê e ela respondia:
- É sim... é não...
Bem, no início minha mãe não ligou mesmo, não se incomodava, mas começou a perceber que ela andava pelo apartamento e qualquer coisa falava:
- É sim... é não...
Ok, é estranho isso... mas vamos dar um exemplo você coloca uma pessoa dentro de sua casa e comenta qualquer coisa, um exemplo ... Hoje está muito frio... e vem a resposta:
- É sim... é não...
O nenê não quer comer...
-É sim... é não...
e assim foi indo.... e cada vez que ela falava isso, minha mãe começou a ter enjôo daquilo, e achava até que meu irmão chorava mais ...rsrs... parece loucura,né?... é sim.. é não rsrsrs
Mas isso começou a soar para minha mãe como um mantra, daqueles que dão o maior mal estar mesmo, repetitivos, que a gente não aguenta ouvir e pensa, nossa como isso pode ser relaxante ou algo parecido? é isso mesmo...
Lógico que não preciso explicar o final da história, né? Minha mãe mandou ela embora com uma outra desculpa, óbvio... mas tinha certeza que era isso que precisava fazer.
Mas como uma pessoa pode repetir tanto uma mesma coisa? será mania? ... sei lá... na dúvida eu respondo... É sim.. é não!

kisses... bye... bye...

Eli

Um blog onde se fala de tudo...

Meu outro Blog

Meu outro Blog
Conexão Mística

Curta a minha página ELTON JOHN FOREVER!!! no Facebook

Discordância sexual ou diversidade emocional?

Discordância sexual ou diversidade emocional?
Não necessariamente nesta ordem...

Minha verdade

Photobucket O veneno da minha verdade... escorre pela minha alma como um ácido... me fazendo prisioneira dos meus sentimentos... das suas verdades... morrendo a cada dia pela incerteza de uma salvação... O veneno da minha verdade escorrendo... sempre... sempre... Dor infinita... no meu coração! Eli