Pages

terça-feira, 6 de outubro de 2009

No woman no cry....


Já que aqui é o meu espaço então me sinto na liberdade de falar... não me sinto de uns dias para cá como se tudo fosse um mar de rosas... sim, estou triste. Tem alguma razão? sempre temos inúmeras razões, as vezes desconhecemos e só com muita análise, colocando o nosso emocional de ponta cabeça, remexendo em tudo que nem imaginamos e em algumas vezes sabemos... mas evitamos... fazemos de conta para nós mesmos. O barato dessa minha pequena chateação, depre, sei lá...qual nome definir é que eu levo de forma leve e se tiver que rir, curtir a vida, ninguém vai saber o que se passa, o que sinto, como sinto rsrs sim eu sei me camuflar... esse é o meu segredo... estou desvendando aqui ... já que estou no meu Monólogo habitual, rotineiro e que curto muito.  Eu já reparei uma coisa, por mais amigas que sejam as pessoas, nem todas estão dipostas a ouvir lamentações, tristezas, chororo de terceiros... e por isso quando não estamos bem naturalmente as pessoas se afastam, isso é natural do ser humano. Tudo que eu falo, escrevo,  não gosto de generalizar, porque nem todas pessoas são assim... algumas estão dispostas a nos estender o ombro e deixar a gente chorar... chorar.. chorar...até secar... essa é a minha vontade rs... Por falta de opção de ombro amigo, amante ou colorido..rs o melhor a fazer é fechar a porta, enfiar a cara no travesseiro e chorar até adormecer... alivia... posso garantir.  Mas PELOAMORE, quem ler isso não vai pensar que estou morrendo aqui rsrs... só estou desabafando no Monólogo...

kisses... bye... bye

Eli


Um blog onde se fala de tudo...

Meu outro Blog

Meu outro Blog
Conexão Mística

Curta a minha página ELTON JOHN FOREVER!!! no Facebook

Discordância sexual ou diversidade emocional?

Discordância sexual ou diversidade emocional?
Não necessariamente nesta ordem...

Minha verdade

Photobucket O veneno da minha verdade... escorre pela minha alma como um ácido... me fazendo prisioneira dos meus sentimentos... das suas verdades... morrendo a cada dia pela incerteza de uma salvação... O veneno da minha verdade escorrendo... sempre... sempre... Dor infinita... no meu coração! Eli