Pages

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Internet




Adoro Internet... é tudo de melhor que já vi acontecer... mas to percebendo algo que esta me incomodando... quanto mais a gente fica na net, quanto mais a tecnologia avança.. acaba se tornando como uma teia.... um círculo vicioso. Começando pelos amigos, antes todos telefonavam, saiam.... vou ser super sincera... ninguém é mais amigo de ninguém.... Esse negócio de ficar só escrevendo pra cá, pra lá.... acaba se tornando cada vez mais frio tudo... amizades, amores... tudo mesmo! Sem perceber... estamos presos nisso... achando que não... mas estamos sim! Gosto de estar na internet, e muito... mas.... sinto que não existe mais contato humano mesmo! Recados montados, ok eu envio... mas isso é muito fácil... E assim, as pessoas vivem na ilusão, achando que nossa... temos amigos... temos nada!!! E ai ouço falar de pessoas que nem se conhecem e se apaixonam e vão se casar!! Isso é o máximo do ápice do absurdo humano! Ok... admito que se pode gostar de uma pessoa através da conversa e tal... mas admitir paixão...e se comprometer a se casar.... sem nem sentir o cheiro da pessoa!!! Por favor... alguém me ajuda!! Gente... eu por exemplo, acho que se pode gostar de alguém sem beijar... mas se depois do beijo vc não gostar... ACABOU!! O tato, o gosto, um beijo, um abraço, um carinho, o cheiro.. isso faz parte do envolvimento...
Não estou aqui julgando ninguém, cada um faz o que quiser... mas na verdade... o afastamento do contato físico, acaba qualquer tipo de envolvimento... e assim... vamos nos afastando, vivendo, escrevendo e achando que esta tudo bem...mas na verdade....nada é mais real... e sim tudo virtual!

kisses.. bye

Eli

Um blog onde se fala de tudo...

Meu outro Blog

Meu outro Blog
Conexão Mística

Curta a minha página ELTON JOHN FOREVER!!! no Facebook

Discordância sexual ou diversidade emocional?

Discordância sexual ou diversidade emocional?
Não necessariamente nesta ordem...

Minha verdade

Photobucket O veneno da minha verdade... escorre pela minha alma como um ácido... me fazendo prisioneira dos meus sentimentos... das suas verdades... morrendo a cada dia pela incerteza de uma salvação... O veneno da minha verdade escorrendo... sempre... sempre... Dor infinita... no meu coração! Eli