Pages

sábado, 5 de setembro de 2009

Pisca Alerta

Sabe, sempre fui uma grande sonhadora em minha vida, continuo sendo mas a vida nos faz forçosamente colocar os pés no chão. A vida, as pessoas que nos rodeiam... Sempre fui uma grande ingênua, acreditando cegamente nas pessoas, conversando, falando sobre minha vida, mas de forma totalmente desapegada de nada, de coração aberto, ingenuamente mesmo, acreditando na palavra, na sinceridade, pois da minha parte sempre existe! Mas chega um momento que a gente leva um tapa na cara daqueles enormes, daqueles que te arrasam, sacam? e assim a gente cai no chão e desperta.
Não pensem que estou triste, que estou desiludida com alguma coisa no dia de hoje, estou como todos os dias, mas estou aqui fazendo a minha catarse diária no meu cantinho, no meu monólogo que sei que muita gente lê e isso pode servir de PISCA ALERTA.
Em relação a isso que estou falando, não estou generalizando, tem pessoas na minha vida que são meus anjos, pessoas amadas de forma indescritível, não estou falando apenas de família, estou falando de amigos ... e amor assim não tem palavras. Racionalizar amor é a pior coisa que se pode fazer, seja qual amor for, amizade, namoro, caso, etc... enfim... tenho lá pessoas especiais em minha vida.
Mas é legal perceber que somos seres humanos que possuem vivências, universos paralelos, uma linha de pensamento diferenciada.... mas a união de todos nós é importante e devemos nos socializar, com respeito em relação a opinião do próximo e nem sempre, em algum momento de nossas vidas, acontece esse entendimento pelo outro. O PISCA ALERTA deve estar sempre ligado para não magoar ao próximo e a nós mesmos.
Kisses... bye... bye
Eli

Um blog onde se fala de tudo...

Meu outro Blog

Meu outro Blog
Conexão Mística

Curta a minha página ELTON JOHN FOREVER!!! no Facebook

Discordância sexual ou diversidade emocional?

Discordância sexual ou diversidade emocional?
Não necessariamente nesta ordem...

Minha verdade

Photobucket O veneno da minha verdade... escorre pela minha alma como um ácido... me fazendo prisioneira dos meus sentimentos... das suas verdades... morrendo a cada dia pela incerteza de uma salvação... O veneno da minha verdade escorrendo... sempre... sempre... Dor infinita... no meu coração! Eli